Canal Universal estreia a 17ª temporada de Law & Order: SVU

0
257

O Canal Universal (universal.tv.br) estreia nesta terça-feira (20), às 22h, a 17ª temporada de Law & Order: SVU. Serão exibidos os dois primeiros episódios inéditos do novo ano da série em sequência.

A nova temporada contará com as participações especiais de Robert Sean Leonard (“House”), que interpretará o agente Kenneth O’Dwyer, Andy Karl (“Forever”), que será o sargento Mike Dodds, Whoopi Goldberg (“Glee”), como Janette Grayson, supervisora do Departamento de Serviço para Crianças, e Virginia Madsen (“The Witches of East End”), será Beth Anne, mãe da detetive Amanda Rollins (Kelli Giddish). Os episódios inéditos contam com Purva Bedi (Caçada Mortal) e Denny Dillon (Vôo United 93).

Em “Devil’s Dissections”, os detetives encontram uma nova vítima no mesmo local aonde Greg Yates (Dallas Roberts) enterrou os nove corpos das mulheres que ele torturou e assassinou. Entretanto, o crime não possui as características de Yates pois o cadáver foi encontrado boiando e a jovem possui cabelos ruivos, diferentemente do restante das vítimas, que eram morenas.

O legista Carl Rudnick (Jefferson Mays), ao examinar o corpo da vítima, encontra evidências similares ao método de Yates como o abuso sexual, crânio fraturado e restos de esmalte verde nas unhas. Olivia (Mariska Hargitay) acredita que eles podem ter perdido uma das vítimas ou existe outro assassino que está copiando Yates. Amanda Rollins (Kelli Giddish) confia na possibilidade de que o já conhecido assassino serial não cometeu o crime, mas Carisi (Peter Scanavino) não tem dúvidas de que ele é o autor de mais um assassinato.

Em sua conversa com Amanda, Yates diz que outro criminoso deve ter se aproveitado de todos os seus crimes para sair imune e não ser descoberto, já que ele não gosta de mulheres ruivas e acha desnecessário o desmembramento dos membros da vítima.

Após identificar a identidade da vítima, chamada Rachel Grove (Cody Lindquist), Mariska e Fin (Ice-T) descobriram com a sua antiga chefe, Sarita Charma (Purva Bedi), que a última vez em que ela esteve no local, em 2002, foi embora com uma senhora de cabelos grisalhos e chapéu. Yates declara, ainda, à Amanda e Ice-T que, no mesmo ano, recebeu uma ligação de seu assistente que precisava de sutura, pois, durante relações sexuais, havia sido machucado por uma mulher. Ele não quis revelar o nome de seu amigo, mas indicou o endereço da casa onde o caso ocorreu.

No local, eles encontram um corpo de uma mulher mumificada dentro de uma chaminé escondida. A vítima tinha as mesmas características de Rachel.

Já em “Criminal Pathology”, Yates acusa Carl de ser o assassino das vítimas que foram encontradas após a sua condenação, incluindo a mulher mumificada, que era noiva do legista. Os detetives descobriram que a casa onde o corpo foi encontrado pertencia à tia-avó de Carl e estava alugada por ele. Além disso, havia um armário com roupas e perucas de mulher, o que prova que foi o legista quem buscou Rachel no trabalho antes de matá-la.

Carl foi preso por assassinar sua ex-noiva e Rachel, mas pagou US$ 2 milhões de fiança e foi solto novamente. Para se vingar de Yane, ele assassinou a sua noiva, Susie Frain (Mary Bacon), que também era testemunha contra Carl.

Após, os detetives descobriram algumas identidades de mulheres usadas por Carl para seu próprio disfarce. Eles também conseguiram identificar o endereço de uma delas e encontraram evidências de assassinato de outra vítima ruiva. Após, a polícia de Buffalo encontrou Carl usando roupas de mulher e com os documentos de outra mulher e ele foi preso novamente.