Hostages – 1×05 – Truth and Consequences

0
1495

Verdade e consequências.

Um dos melhores episódios da série ate aqui, porém, ainda senti falta de um pouco mais na trama. Pelo menos, cada um teve que lidar com algumas verdades.

O episódio isoladamente foi muito bom, mas para a trama poderia ter adicionado mais. São muitas dúvidas e cada vez menos respostas. Ficamos sabendo quais são as reais consequências quando um plano foge do controle. No caso dos sequestradores, passou a ser uma questão de vida ou morte encontrar todos eles e continuar com o plano de matar o presidente.

O ponto alto foi a conversa aterrorizante entre Duncan e Ellen, os verdadeiros protagonistas de toda essa trama. O primeiro teve que mostrar para ela os problemas que surgirão em sua vida se ela não realizar o combinado. Neste sentido, o episódio nos levou a crer que ela seria morta e enterrada em uma cova que ela mesma foi obrigada a cavar, mas o clichê do roteiro é tão grande, que já era esperado ser o local onde Angela seria depositada. Ok, não foi Ellen, mas a mesma acabou se tornando uma cúmplice desse crime.

Estas cenas entre os dois também foram importante para compreendermos a razão de ela ter sido escolhida para a realização deste crime contra o presidente. Aparentemente, a verdade veio à tona. Acontece que quando ela era residente no hospital, um estuprador foi gravemente machucado pela vítima, e foi parar no hospital em seu plantão. Misteriosamente, o rapaz conseguiu se ver livre e a residente acabou o matando com um bisturi em legítima defesa, em vez de chamar pela ajuda dos policiais fora do quarto. Na verdade, ela o matou por causa do que fez. O tipo de justiça com as próprias mãos. E por ela ter esse instinto assassino, ela foi considerada a médica mais apropriada ao plano. O passado condena de verdade.

O que eles não entendem, é que Ellen é mais forte do que imaginavam. Ela está tentando de todas as formas sair desse problema. E teria conseguido se sua família fosse um pouquinho mais esperta. O que eu acredito ser um problema de roteiro. Os jovens poderiam ter escapado e a história poderia ter muito mais a acrescentar, ou apenas um deles ser pego de volta, como o rapaz. O que me incomoda é quão fácil é possível manipular essa família. Ok, estou querendo demais, só que no caso dessa ficção, é possível de tudo. Escapar poderia ser uma opção e ate uma solução, pois acrescentaria muito mais suspense tanto para Ellen quanto para Duncan.

Havia rumores de que alguém seria morto neste episódio, e estava achando que seria um da equipe, como a Sandrine ou o Archer, e no fim foi a descoberta de Angela. Descobrimos dois segredos relacionados a eles, e estava certa que Sandrine seria morta, mas parece que resolveram lhe dar uma segunda chance. Ainda acho que ela não irá sobreviver ate o fim disso tudo, só que foi Archer quem levou a pior. Seu rosto apareceu envolvido com o sumiço de Angela, e não querendo comprometer a missão, Duncan resolveu delatá-lo. Cadê todo o sentido de lealdade e companheirismo que Archer falava de Duncan?

O que eu ainda quero saber é o que motiva tanto assim Duncan, seu cunhado e seu sogro a quererem o presidente morto. Neste episódio, Kramer quase revelou os motivos, mas no fim o que descobrimos mesmo foi que ele é um ex-alcoólatra. Ate achei que Brian conseguiria manipula-lo, infelizmente, não concretizado.

A série está conseguindo estabilizar a história de forma mediana. Ela é ate boa para quem gosta deste tipo de tema, nada impressionante, e sofre com problemas de roteiro, que no caso é o que realmente precisa melhorar, é fraco, confuso e muito previsível, que chega a ser engraçado. Não acredito que a série consiga ganhar mais uma temporada, só que deveria ser bem finalizada; dar um fim digno à história desses personagens é o mínimo para os fãs que acompanham o programa.

O próximo episódio se chama “Sister’s Keeper”, e o promo ainda não foi liberado.

E você, o que achou do episódio?

Deixe seus comentários e ate o próximo episódio!